Moonshot: tudo o que você precisa saber

O que é Moonshot?

Como chegar a resultados dez vezes maiores ao proposto em um projeto inicial?  Moonshot pode ser uma via para chegar lá. Pode ser aplicado aos negócios quanto a qualquer outra área. Afinal, é uma abordagem que remete ao pensar grande. Significa ainda expandir as possibilidades atreladas ao planejamento e execução. 

Na prática, o Moonshot visa instigar a busca de soluções que saiam do tradicional e do comum. Ousar é um dos desafios. É partir do realmente novo, transformando soluções em algo inesperado, que as metas podem ser amplificadas.

O que é moonshot? Como chegar a resultados dez vezes maiores ao proposto em um projeto inicial? Moonshot pode ser uma via para chegar lá. Pode ser aplicado aos negócios quanto a qualquer outra área. Afinal, é uma abordagem que remete ao pensar grande. Significa ainda expandir as possibilidades atreladas ao planejamento e execução. Na prática, o moonshot visa instigar a busca de soluções que saiam do tradicional e do comum. Ousar é um dos desafios. É partir do realmente novo, transformando soluções em algo inesperado, que as metas podem ser amplificadas. Moonshot Thinking O moonshot thinking não é algo novo. Já na década de 1960 fazia parte de discursos de políticos americanos a práticas empresariais. Traduzido para o português o moonshot thinking era o tal tiro para lua. Ir ao inimaginável. A teoria continua em alta nos dias atuais. Muitas das empresas de tecnologia consideradas como as mais inovadoras do mundo utilizam o moonshot thinking. Amazon, Google, SpaceX estão entre elas, só para se ter uma ideia. São corporações que investem pesado em pesquisa e desenvolvimento de produtos inovadores A teoria pode ser aliada a outras, na busca por soluções disruptivas. Mas vai precisar de uma mudança de cultura organizacional e de gente disposta a dar o tal tiro para a lua. Uma liderança que seja capaz de antecipar o desenvolvimento da equipe e dedicar tempo para se autodesenvolver e compartilhar o que sabe o tempo todo. Liderança Sherpiana A Liderança Sherpiana - a mais ousada das competências de liderança - pode se tornar uma combinação perfeita. O termo foi criado a partir das características dos guias que acompanham alpinistas que sonham chegar ao topo do Monte Everest. Eles dependem dessa liderança para atingir a meta e até para a própria sobrevivência. Mas o Líder Sherpa não planeja e não quer ser o protagonista da história. Ele é o meio para se chegar a resultados maiores. Então, para se tornar um(a) Líder Sherpa é preciso mudar radicalmente a maneira de se ver. É preciso ser vulnerável para admitir que é um eterno aprendiz e ao mesmo tempo estimular que sua posição de líder não seja vista como alguém que tem todas as respostas, mas sim, excelentes perguntas. Investir em treinamentos e manter a equipe engajada nos projetos são maneiras de se utilizar o moonshot em sua empresa. Criar um ambiente para que insights inovadoras possam surgir é a escalada que levará ao topo do Everest. Nesse caso, a amplificação dos resultados.

Moonshot Thinking

O Moonshot Thinking não é algo novo. Já na década de 1960 fazia parte de discursos de políticos americanos a práticas empresariais. Traduzido para o português o Moonshot Thinking era o tal tiro para lua. Ir ao inimaginável. A teoria continua em alta nos dias atuais. 

Muitas das empresas de tecnologia consideradas como as mais inovadoras do mundo utilizam o Moonshot Thinking. Amazon, Google, SpaceX estão entre elas, só para se ter uma ideia. São corporações que investem pesado em pesquisa e desenvolvimento de produtos inovadores

A teoria pode ser aliada a outras, na busca por soluções disruptivas. Mas vai precisar de uma mudança de cultura organizacional e de gente disposta a dar o tal tiro para a lua. Uma liderança que seja capaz de antecipar o desenvolvimento da equipe e dedicar tempo para se autodesenvolver e compartilhar o que sabe o tempo todo……………………………………………

Liderança Sherpiana

A Liderança Sherpiana – a mais ousada das competências de liderança – pode se tornar uma combinação perfeita. O termo foi criado a partir das características dos guias que acompanham alpinistas que sonham chegar ao topo do Monte Everest. Eles dependem dessa liderança para atingir a meta e até para a própria sobrevivência.

Mas o líder Sherpa não planeja e não quer ser o protagonista da história. Ele é o meio para se chegar a resultados maiores. Então, para se tornar um(a) líder Sherpa é preciso mudar radicalmente a maneira de se ver. É preciso ser vulnerável para admitir que é um eterno aprendiz e ao mesmo tempo estimular que sua posição de líder não seja vista como alguém que tem todas as respostas, mas sim, excelentes perguntas.

Investir em treinamentos e manter a equipe engajada nos projetos são maneiras de se utilizar o Moonshot em sua empresa. Criar um ambiente para que insights inovadoras possam surgir é a escalada que levará ao topo do Everest. Nesse caso, a amplificação dos resultados.

Leia mais sobre:

Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter