Liderança Situacional: saiba o que é e os benefícios para sua empresa

O que é liderança situacional?

Saber tomar atitudes e definir rotas a partir de cada determinada situação. É isso o que consiste a liderança situacional. Leva em conta, além da tomada de decisão, a maturidade da equipe. Flexibilidade e um olhar apropriado para cada situação são características da liderança situacional. Assim como empatia e inteligência emocional.

A solução, no modelo de liderança situacional, será adotada independentemente do estilo do líder, mas a partir do conhecimento da demanda e da equipe liderada. Ter sensibilidade, ser perspicaz para diagnosticar o problema e a melhor solução, e conhecer cada profissional de sua equipe são pontos-chave para a tomada de decisão. A Liderança Situacional mostra uma relação entre liderança, liderado e poder.

A teoria da Liderança Situacional ganhou o mundo a partir do livro “Psicologia para Administradores: a teoria da liderança situacional”, publicado por Paul Hersey e Kenneth Blanchard

O centro da  liderança situacional de Hersey e Blanchard está ligado ao estilo do líder e à maturidade dos liderados, visando ao cumprimento das demandas. Daí surgiram os quatro estilos.

Estilos de liderança situacional

Direção

Nesse caso, o colaborador precisa aprender a tarefa e o líder orienta sobre a direção a ser seguida, supervisionando as tarefas até o subordinado estar apto a realizá-la com segurança.

Orientação

Nesse estilo, o funcionário conhece a tarefa, mas precisa de um estímulo para executá-la. O líder dedica atenção e estimula o surgimento de novas ideias. Fica ainda disponível para apoio.

Apoio

Aqui o líder busca estimular o colaborador para que ele foque no aprendizado e se sinta seguro para desempenhar suas atividades. O papel do líder é dar apoio, mas sem uma supervisão intensa.

Delegação

Nela, há autonomia e liberdade para os funcionários executarem suas tarefas, a partir do conhecimento e segurança já obtidos. Podem até tomar eventuais decisões, dependendo da hierarquia. O líder também supervisiona, porém, de uma forma menos intensa e oferece apoio, se necessário.

Benefícios para a empresa

Aplicar o conceito no dia a dia da empresa tem diversas vantagens. Uma delas é criar ambiente para que os colaboradores trabalhem mais engajados. O time também se sentirá mais estimulado e confiante e a comunicação também melhora. 

Também permite uma gestão mais flexível, tendo como base a confiança. Como consequência de tudo isso, é que haverá um ganho de produtividade e melhores resultados. 

Com tantas transformações ocorrendo no mundo corporativo, a dica é se adaptar às mudanças aplicando na rotina da companhia técnicas que visam melhorar o ambiente de trabalho e buscar a valorização do colaborador.

Leia mais sobre:

Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter