Educação corporativa que funciona em meio ao caos

Educação corporativa que funciona em meio ao Caos Vivemos mudanças profundas. Já estamos cansados de falar dela, mas não há como negar que a pandemia foi uma quebra de paradigma para a grande maioria das organizações ao redor no mundo. Transformações que pareciam muito distantes, foram aceleradas. E, assim como os modelos e as relações de trabalho mudaram, a educação corporativa também precisa acompanhar essa transformação. Afinal, tempos novos pedem novas habilidades. Neste sentido, os profissionais de recursos humanos e líderes têm um grande desafio: ressignificar essa educação e torná-la mais atrativa e efetiva. Veja no artigo como é possível usar o caos para implementar uma educação corporativa que funciona: Leia mais sobre: Mundo Bani O que é educação corporativa? A educação corporativa pode ser definida como uma estratégia usada pelas empresas para desenvolver habilidades técnicas e comportamentais na equipe para que alcance os objetivos organizacionais. Educação corporativa: características Grande parte das organizações tem mais ou menos a mesma estrutura de educação corporativa. Veja a seguir as características básicas: Pode ser presencial ou online Os cursos e treinamentos podem acontecer no ambiente organizacional, especialmente se precisarem de prática. Ou, dependendo do assunto, podem ser ministrados de forma online. As plataformas e-learning também são uma característica forte em empresas de grande porte que têm uma política de treinamento e desenvolvimento bem clara. Pode ser feito internamente ou contar com consultoria especializada A educação corporativa pode desenvolver habilidades técnicas ou comportamentais. Dependendo do cargo que o colaborador ocupa, ele pode precisar de treinamentos específicos sobre segurança ou saúde ocupacional, por exemplo. Nesse caso, a contratação de empresa especializada que emita um certificado reconhecido por órgãos qualificados é exigida. Em caso de habilidades comportamentais, a própria área de recursos humanos pode desenvolver um treinamento ou contratar uma consultoria especializada no assunto, empresas especializadas no tema sempre trazem conteúdos atualizados e referências confiáveis para compartilhar com as equipes. E o que é mais importante na educação corporativa? Essa resposta varia de acordo com os objetivos da empresa Qual o objetivo da organização para os próximos anos? Aumentar o faturamento? Ou a presença de mercado? O objetivo é expandir as operações? Independentemente do objetivo da organização, os colaboradores precisam saber para onde estão indo. E uma política de educação corporativa clara é o que vai conduzir toda a equipe para o objetivo comum. Pedagogia empresarial e educação corporativa Se a sua empresa tem dificuldades para implementar um plano de educação corporativa, é possível contratar uma empresa especialista neste tipo de aprendizado. Uma empresa especializada em educação corporativa vai coordenar projetos de aprendizagem e identificar dentro da organização, as situações que podem contribuir para o aprendizado dos funcionários. Além disso, é função da consultoria oferecer opções de técnicas para aprimorar a assimilação do conhecimento e implementar metodologias inovadoras de aprendizado, além dos cursos e treinamentos tradicionais, a fim de garantir mais engajamento entre o time. Diferença entre educação corporativa e treinamento A diferença básica entre educação corporativa e treinamento é que enquanto o treinamento serve para desenvolver habilidades específicas do colaborador, a educação corporativa é mais estratégica, e visa desenvolver o time continuamente. Veja na tabela abaixo, o que difere o treinamento da educação corporativa: Treinamento tradicional Educação Corporativa Prioriza as habilidades individuais Prioriza as habilidades necessárias para o sucesso da organização Foco nas necessidades individuais Foco nas necessidades macro da organização O objetivo é desenvolver as habilidades técnicas e comportamentais de cada um O objetivo é aumentar a competitividade da empresa no mercado O objetivo é solucionar gaps no curto e médio prazo O objetivo é adiantar situações no longo prazo O colaborador é mero consumidor de informação O colaborador participa ativamente do processo de aprendizagem A efetividade é medida pela quantidade de colaboradores treinados A efetividade é medida pelo impacto da aprendizagem nos resultados financeiros do negócio Educação corporativa: exemplos e tendências De acordo com Leandro Karnal, vivemos em tempos líquidos, e o profissional do futuro é aquele que consegue enxergar o novo, que dá respostas que até então ninguém deu, fora do senso comum. Mas como incentivar o novo, se os nossos modelos de educação corporativa estão ultrapassados? É preciso inovar e expandir as possibilidades, uma abordagem Moonshot pode ajudar. De qualquer forma, veja a seguir modelos de educação corporativa que fogem do comum e que prometem ressignificar a aprendizagem de adultos no ambiente corporativo: Jornada de liderança Alfa da Escola do Caos Diga-me quem é o seu líder que te direi quem é a sua equipe. Por mais que você tenha uma equipe ultraespecializada, o líder sempre vai dar o tom às relações no ambiente de trabalho. E quando falamos de educação corporativa, o líder deve ser o propagador de conhecimento e da cultura da empresa. Mas como exigir de um profissional que desenvolva habilidades em sua equipe, se muitas vezes, nem ele mesmo as possui? Na Escola do Caos, os líderes de primeira viagem aprendem exatamente o que precisam fazer para conduzir a sua equipe. A Escola mapeou todas as preocupações desse público: suas angústias e necessidades e transformou tudo isso em um programa atual, dinâmico e leve. Leia mais sobre: Liderança situacional Caoslab Nessa experiência, a ideia é provocar a crise antes que aconteça, para extrair o melhor que ela nos traz: a experiência, a resiliência, a capacidade de mudar. O Caoslab é uma imersão real nos problemas corporativos fazendo com que a aprendizagem aconteça de maneira poderosa. A ideia é redesenhar as soluções, reimaginar as situações reais e reinventar a forma como a organização lida com as adversidades. Quer conhecer mais soluções inovadoras em educação corporativa e fazer do caos uma ótima oportunidade de engajar a sua equipe? Conheça a Escola do Caos Uma escola de liderança e inovação com uma proposta simples e ousada: estimular pessoas e empresas a provocar rupturas, reinventarem seus mercados e construírem o futuro hoje, a partir do caos ressignificado. O nosso método de aprendizagem é baseado em situações caóticas do mundo corporativo e se baseia em três pilares: Re-imagine: provocações pouco usuais do dia a dia e simulações de situações ruins, como a perda de um cliente, por exemplo. Re-invent: se cada situação apresentada na etapa anterior fosse real? Quais seriam as ações? Nessa etapa a base para a discussão de soluções é a ideação e a colaboração. Re-learn: quais aprendizados esse processo nos traz? Quais competências preciso desenvolver para lidar com situações como esta? Há alguma soft skill ideal para se preparar para isso? Quer saber como a Escola do Caos pode ajudar a ressignificar a aprendizagem aí na sua empresa? Acesse nosso site e confira todas as nossas soluções criativas para educação corporativa.

 

Assim como os modelos e as relações de trabalho mudaram, a educação corporativa também precisa acompanhar essa transformação. Afinal, tempos novos pedem novas habilidades. 

Vivemos mudanças profundas. Já estamos cansados de falar dela, mas não há como negar que a pandemia foi uma quebra de paradigma para a grande maioria das organizações ao redor no mundo. Transformações que pareciam muito distantes, foram aceleradas. 

Neste sentido, os profissionais de recursos humanos e líderes têm um grande desafio: ressignificar essa educação e torná-la mais atrativa e efetiva.

Veja no artigo como é possível usar o caos para implementar uma educação corporativa que funciona:

Leia mais sobre:

O que é educação corporativa?

A educação corporativa pode ser definida como uma estratégia usada pelas empresas para desenvolver habilidades técnicas e comportamentais na equipe para que alcance os objetivos organizacionais. 

Características 

Grande parte das organizações tem mais ou menos a mesma estrutura de educação corporativa. Veja a seguir as características básicas:

Pode ser presencial ou online 

Os cursos e treinamentos podem acontecer no ambiente organizacional, especialmente se precisarem de prática. Ou, dependendo do assunto, podem ser ministrados de forma online.

As plataformas e-learning também são uma característica forte em empresas de grande porte que têm uma política de treinamento e desenvolvimento bem clara.

Pode ser feito internamente ou contar com consultoria especializada 

A educação corporativa pode desenvolver habilidades técnicas ou comportamentais. Dependendo do cargo que o colaborador ocupa, ele pode precisar de treinamentos específicos sobre segurança ou saúde ocupacional, por exemplo.

Nesse caso, a contratação de empresa especializada que emita um certificado reconhecido por órgãos qualificados é exigida.

Em caso de habilidades comportamentais, a própria área de recursos humanos pode desenvolver um treinamento ou contratar uma consultoria especializada no assunto, empresas especializadas no tema sempre trazem conteúdos atualizados e referências confiáveis para compartilhar com as equipes. 

E o que é mais importante na educação corporativa? 

Essa resposta varia de acordo com os objetivos da empresa  

Qual o objetivo da organização para os próximos anos? Aumentar o faturamento? Ou a presença de mercado? O objetivo é expandir as operações?

Independentemente do objetivo da organização, os colaboradores precisam saber para onde estão indo. E uma política de educação corporativa clara é o que vai conduzir toda a equipe para o objetivo comum.

Baixe a revista Caótica e leia muitos outros conteúdos! Garanta a sua edição agora mesmo

Pedagogia empresarial e educação corporativa

Se a sua empresa tem dificuldades para implementar um plano de educação corporativa, é possível contratar uma empresa especialista neste tipo de aprendizado.

Uma empresa especializada em educação corporativa vai coordenar projetos de aprendizagem e identificar dentro da organização, as situações que podem contribuir para o aprendizado dos funcionários.

Além disso, é função da consultoria oferecer opções de técnicas para aprimorar a assimilação do conhecimento e implementar metodologias inovadoras de aprendizado, além dos cursos e treinamentos tradicionais, a fim de garantir mais engajamento entre o time.

Diferença entre educação corporativa e treinamento 

A diferença básica entre educação corporativa e treinamento é que enquanto o treinamento serve para desenvolver habilidades específicas do colaborador, a educação corporativa é mais estratégica, e visa desenvolver o time continuamente.

Veja na tabela abaixo, o que difere o treinamento da educação corporativa:

Treinamento tradicional Prioriza as habilidades individuais Foco nas necessidades individuais O objetivo é desenvolver as habilidades técnicas e comportamentais de cada um O objetivo é solucionar gaps no curto e médio prazo O colaborador é mero consumidor de informação A efetividade é medida pela quantidade de colaboradores treinados Educação Corporativa Prioriza as habilidades necessárias para o sucesso da organização Foco nas necessidades macro da organização O objetivo é aumentar a competitividade da empresa no mercado O objetivo é adiantar situações no longo prazo O colaborador participa ativamente do processo de aprendizagem A efetividade é medida pelo impacto da aprendizagem nos resultados financeiros do negócio

Educação corporativa: exemplos e tendências

De acordo com Leandro Karnal, vivemos em tempos líquidos, e o profissional do futuro é aquele que consegue enxergar o novo, que dá respostas que até então ninguém deu, fora do senso comum.

Mas como incentivar o novo, se os nossos modelos de educação corporativa estão ultrapassados?

É preciso inovar e expandir as possibilidades, uma abordagem Moonshot pode ajudar. De qualquer forma, veja a seguir modelos de educação corporativa que fogem do comum e que prometem ressignificar a aprendizagem de adultos no ambiente corporativo:

Jornada de liderança Alfa da Escola do Caos

Diga-me quem é o seu líder que te direi quem é a sua equipe. Por mais que você tenha uma equipe ultraespecializada, o líder sempre vai dar o tom às relações no ambiente de trabalho.

E quando falamos de educação corporativa, o líder deve ser o propagador de conhecimento e da cultura da empresa. Mas como exigir de um profissional que desenvolva habilidades em sua equipe, se muitas vezes, nem ele mesmo as possui?

Na Escola do Caos, os líderes de primeira viagem aprendem exatamente o que precisam fazer para conduzir a sua equipe. A Escola mapeou todas as preocupações desse público: suas angústias e necessidades e transformou tudo isso em um programa atual, dinâmico e leve.

Leia mais sobre: Liderança situacional

Siga a gente no Spotify Toda segunda-feira um episódio inédito

Caoslab

Nessa experiência, a ideia é provocar a crise antes que aconteça, para extrair o melhor que ela nos traz: a experiência, a resiliência, a capacidade de mudar.

O Caoslab é uma imersão real nos problemas corporativos fazendo com que a aprendizagem aconteça de maneira poderosa. 

A ideia é redesenhar as soluções, reimaginar as situações reais e reinventar a forma como a organização lida com as adversidades.

Quer conhecer mais soluções inovadoras em educação corporativa e fazer do caos uma ótima oportunidade de engajar a sua equipe?

Conheça a Escola do Caos

Uma escola de liderança e inovação com uma proposta simples e ousada: estimular pessoas e empresas a provocar rupturas, reinventarem seus mercados e construírem o futuro hoje, a partir do caos ressignificado.

O nosso método de aprendizagem é baseado em situações caóticas do mundo corporativo e se baseia em  três pilares:

  1. Re-imagine: provocações pouco usuais do dia a dia e simulações de situações ruins, como a  perda de um cliente, por exemplo.
  2. Re-invent: se cada situação apresentada na etapa anterior fosse real? Quais seriam as ações? Nessa etapa a base para a discussão de soluções é a ideação e a colaboração.
  3. Re-learn: quais aprendizados esse processo nos traz? Quais competências preciso desenvolver para lidar com situações como esta? Há alguma soft skill ideal para se preparar para isso?

Quer saber como a Escola do Caos pode ajudar a ressignificar a aprendizagem aí na sua empresa?

Acesse nosso site e confira todas as nossas soluções criativas para educação corporativa.

Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter