Dicas de como aprender qualquer coisa rapidamente

Dicas de como aprender qualquer coisa rapidamente – Escola do Caos – Uma das maiores discussões no tema pedagógico e andragógico é a ausência da preocupação de escolas e empresas em fazer seus alunos e colaboradores aprender à aprender. Creio que você que esteja lendo este artigo, muito provavelmente aprendeu como aprender algo, sozinho. Para muita gente isso foi um sofrimento.

Para ouvir o novo episódio de Caos Corporativo sobre Lições Aprendidas, clique aqui!

Hoje, sabe-se que cada um de nós aprende de forma diferente. Alguns lendo, outros fazendo fichamentos, alguns gravando suas próprias falas em um gravadorzinho para posteriormente escutar (essa era a forma como eu decorava os temas para o vestibular), e outros, simplesmente prestando a atenção em pessoas fazendo algo.

“Busque seu amor, seja revoltado. Ria da sua dor, se divirta com o aprendizado”. Filipe Ret

Decidi escrever este texto para falar sobre como o processo de aprendizagem acontece comigo, e dizer que este método já ajudou muita gente com o qual compartilhei. Em minha carreira como consultor, é natural que eu seja chamado para ensinar algo para o público alvo, e é muito comum que eu seja convidado a ensinar algo que ainda não sei! Faz parte do ofício. Por isso, tive que desenvolver um método de aprender diversos temas rapidamente, em um nível que me sinta capaz, inclusive, de ensinar.

O meu método de aprendizagem é composto por 4 passos. Não quero aqui que você ache que o meu método é melhor do que o seu. Mas se você tem dificuldade em aprender algo, pode usá-lo de maneira recorrente. E assim, cumpro minha missão de compartilhar tudo o que sei. Vamos lá!

 1.    Defina algo a ser aprendido no microdetalhe

Em primeiro lugar você deve decidir qual o tema precisa aprender. Parece uma dica boba, mas vá por mim, muita gente não consegue decidir o que quer. Aqui vai uma recomendação: seja o mais específico possível. O conhecimento está espalhado pelas redes, de forma muito genérica, por exemplo: oratória. Simplesmente dizer: “quero aprender a falar bem em público’’ não é suficiente e muito difícil de se desenvolver.

E o é por ser um conhecimento extremamente aberto, amplo, quase que ilimitado. A dica aqui é ser bem específico: Aprender a falar bem no comitê da empresa. Isso mesmo. Seja profundo, especifico. Trate uma situação como sendo uma necessidade de aprendizagem. Ao invés de querer desenvolver o tema de forma geral, especifique no microdetalhe. Isso o ajudará muito.

Exemplos de aprendizagens que você pode querer desenvolver: construir gráficos no Excel (em vez de ser um especialista em Excel), construir bons relacionamentos na empresa (em vez de ser um super networker), fazer o marketing de um projeto que está desenvolvendo (em vez de dominar técnicas de marketing pessoal), se tornar uma referência para seus pares e equipes (em vez de desenvolver a competência de Persuasão e Influência).

 2.    Desconstrua o conhecimento

O segundo passo é tratar o tema a ser aprendido como se fosse um verdadeiro Lego. Imagine que ele é composto por várias ‘pecinhas’, que juntas formam um objeto. Sua missão agora é tentar separá-lo em, no máximo, 3 ou 4 grandes blocos. Por exemplo: Use uma folha de papel sulfite para esse planejamento. Coloque no cabeçalho da folha o nome do conhecimento a ser adquirido e puxe setas para baixo indicando como esse conhecimento seria “quebrado”.

Se você escolheu “construir gráficos no Excel” separe o tema em itens, tais como: tipos de gráficos, tipos de tabela, tipos de querries etc. Se escolheu “falar bem no comitê da empresa”, sua desconstrução deverá ter itens como: como controlar o nervosismo, falar para públicos difíceis, contornar objeções, desenhar uma apresentação, etc.

Depois que você pega o jeito, outra dificuldade surge: conseguir ser sucinto nos itens. Como eu disse, tente não passar de 4 itens de desconstrução. Costumo chamar esses itens de ‘tijolinhos’.

3.    Procure Metodologias para encher os “tijolinhos”

Agora é uma parte que chamo de Mineração. Cada um dos ‘tijolinhos’ precisa ser constituído por metodologias de aprendizagem. Você percebeu que, antes de dominar o tema como um todo, você vai aprender a dominar cada tijolinho (ou pode chamá-lo de subtema). Aqui, recomendo que você selecione ao menos 2 livros sobre o assunto, 3 filmes do TED, ao menos 10 vídeos ou comentários de pessoas no YouTube, podcasts, visite ao menos 5 sites que falam sobre o tema a ser aprendido.

Você está construindo um verdadeiro ecossistema de aprendizagem. Selecione o máximo de informação que puder, mas procure diversificar as metodologias.

4.    Praticar, praticar e praticar

Procure saber o que é mais fácil no seu processo de aprendizagem. Eu, por exemplo, gosto de fazer esquemas com as informações que leio. Se você aprender assim também, procure escrever um caderno dedicado ao conhecimento que escolheu. Outros preferem fazer resumos, gravar áudios, não importa. Aqui, o mais relevante é você encontrar um meio confortável de aprender.

Leia os livros, faça resumos, assista aos vídeos, ouça os podcasts e, o mais importante desta dica: coloque em prática aquilo que está aprendendo. Minha recomendação é que você faça o seguinte: em primeiro lugar escreva um texto e publique no LinkedIn. Isso vai ser ótimo para você começar a ganhar músculos ao falar sobre o tema e investir na sua persona como conhecedor do assunto.

Dicas de como aprender qualquer coisa rapidamente – Escola do Caos

Crie um grupo de discussão no WhatsApp sobre o assunto e inclua amigos para ajudá-lo a descobrir mais sobre o tema. Legal você deixar claro para eles que isso faz parte do seu processo de aprendizagem e que eles estarão te ajudando e aprendendo também.

Grave alguns áudios sobre o tema. Se achar que ficou muito bom, mande para seus amigos ou suba no Spotify. Ensaie uma apresentação sobre o tema. Não se preocupe com a estética, mas com a inserção de ideias que você acredita serem mais relevantes.

Chame alguns amigos próximos para vê-lo apresentando. E a prova de fogo: produza algo e mande para um especialista do tema, pedindo opinião sobre o que escreveu. As críticas precisam ser encaradas como um presente para o seu autodesenvolvimento.

Não se esqueça de repetir a operação sempre. A mágica de estar vivo só faz sentido se aprendermos e compartilharmos o que adquirirmos. Eu espero que você aplique essas dicas do seu jeito, no seu tempo. E que possamos aprender o máximo possível.

No episódio do Caos Corporativo desta semana demos o nome de Aprendeu, né minha filha? – para falar do tema de aprendizagem. O que as empresas estão aprendendo nesta época de Convid-19? Espero que você goste e aprenda algo, também.

Para ouvir o episódio, clique aqui ou se preferir conheça mais conteúdos do nosso blog, clique aqui.

E esse foi as dicas de como aprender qualquer coisa rapidamente – Escola do Caos

Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter